bina fonyat, sem título, c. 1970. © bina fonyat

MAPA ANALÓGICO DO RIO DE JANEIRO

nós, que vivemos em um planeta digital, desenvolvemos hábitos dinâmicos. no entanto, quando fotografamos em filme, devemos, por uma questão tecnológica (ou química, pra ser mais claro) esperar.

 

assim que fotografamos queremos saber o que capturamos. mas, pra isso acontecer, precisamos respeitar o ritmo dos sais de prata. o processo, que, em 1826 durou 8h com nicephore niépce, alcançou 1h nos 1980’s, encontrando o mais próximo do que o digital hoje nos entrega: uma imagem em um segundo.

 

“revelação em 1h”, ao lado de “compro ouro”, concorre como o aviso mais comum do rio de janeiro. mas, como podemos perceber, no decorrer dos anos, o filme perdeu mais e mais espaço. hoje, os letreiros anunciam academias ou supermercados, e o que durava 1h dura agora 48h. fotografar em filme, ou melhor, encontrar os filmes, as lojas e os laboratórios no rio de janeiro (e no planeta, em geral) tornou-se cada vez mais difícil.

 

em 2015, por exemplo, o rio de janeiro perdeu o mais incrível dos laboratórios: o kronokroma. o laboratório ocupava uma loja no número 450 da rua do rússel, um endereço que por si só, diz demais sobre o universo fotográfico carioca. além do extinto kronokroma, hoje, nesta mesma faixa de asfalto, encontramos a agência tyba, um arquivo de imagens do brasil, de rogério reis e rogério faissal e o ateliê e galeria oriente – um espaço composto por fotógrafos que organiza cursos, exposições, palestras e workshops e resguarda o estúdio de thiago barros, laboratorista que ampliou fotografias para miguel rio branco, walter carvalho e cia.

 

enfim, o kronokroma. este destacou-se como o best of do rio de janeiro, em parte pelo portfólio de milan alram, expoente da fotografia publicitária no país, laboratorista ímpar e proprietário do espaço, em parte por sua personalidade, um apaixonado pelos cigarros e pelos grãos dos sais de prata. no auge do analógico, os horários de milan eram extremamente concorridos: os clientes mais constantes recebiam a chave de um box que, aberto para a rua, recebia à qualquer horário as especificações e os filmes, os quais no dia seguinte, seriam recolhidos já revelados. em 2016, milan alram nos deixou aos 83 anos.

 

hoje, os laboratórios estão cada vez mais escassos. no entanto, ainda existem heróis que acreditam e que vivem do filme. o que, infelizmente, não quer dizer que o preço seja justo (impostos, taxas... enfim, brasil). por exemplo, podemos comprar um fujichrome velvia, que custaria us$10 nos eua por r$75 no rio de janeiro. sim. dobro ou triplo do valor. os colorplus e os superias, no entanto, possuem um valor mais acessível: entre r$ 20-25. 

mesmo assim, com os preços astronômicos que pagamos, devemos destacar a relevância destes laboratórios. por exemplo, o que seria de nós caso não existisse um local que comercializasse esses produtos por nossas bandas? imagine então se não revelassem? o filme, por décadas, sofre perdas. por isso devemos protege-lo sempre.

essa, desde o início, foi uma preocupação d’o álbum. ajudar os laboratórios a comunicar com os clientes, ajudar, da forma que for possível, o filme a sobreviver. por isso, organizamos o mapa analógico. no processo, decidimos anexar ateliês, instituições, museus, enfim...

bon voyage!

#filmisalive #supportyourlocallab 

onde comprar?

 

CARVALHO EQUIPAMENTOS FOTOGRÁFICOS

câmeras, filmes 120 e 135, químicos, lentes, etc.

avenida 13 de maio, 47, salas 206 e 207, centro.

(21) 2240-7280 / (21) 2240-2527

seg a sex das 10h as 18h

FEIRA DO LAVRADIO

câmeras, filmes 120 e 135, lentes, etc.

atenção aos equipamentos, em geral de 2a ou 3a mão, ou seja, certifique-se de que funcionam, peça para olhar as lentes, etc.

rua do lavradio, 54, lapa.

todo primeiro sábado do mês, das 10h as 18

FEIRA DA PRAÇA XV

câmeras, filmes 120 e 135, lentes, etc.

atenção aos equipamentos, em geral de 2a ou 3a mão, ou seja, certifique-se de que funcionam, peça para olhar as lentes, etc.

praça marechal âncora, 122 - centro.

sab das 07h as 14h30

HONÓRIO CINE FOTO

cameras, filmes 135, lentes, baterias, etc.

rua vinícius de moraes, 146, ipanema.

(21) 2287-9342

 seg a sab das 09h as 19h

 

ANGEL

 

BEE

 

CONSIGO

 

FOTOGRAFE

 

ORANGE

 

QUEIMANDO FILME

onde consertar?

ALMEIDA E EDIR

reparo de câmeras analógicas e digitais.

rua da carioca, 32, sala 202, centro.

(21) 2507-9186

 

EDUARDO KUBOTA

reparo de câmeras analógicas, digitais e flashes.

rua senador dantas, 19, sala 301, centro.

(21) 2524-6338

 

JUVENY LOURENÇO

reparo de câmeras analógicas.

rua miguel lemos, 41, sala 506, copacabana.

(21) 2522-8883

 

MIYAZAKI

reparo de câmeras analógicas e digitais. especialista em eletrônicas.

av. nossa senhora de copacabana, 1063, sala 205, copacabana.

(21) 2247-9021 / (21) 2522-4894

onde estudar?

ATELIÊ DA IMAGEM

cursos, exposições, feiras e palestras.

avenida pasteur, 453, urca.

(21) 2541-3314

 

- selo analógico:

“fotografia p&b – processos antigos e contemporâneos”

“fotograma e cianótipo”

“lomografia e a fotografia analógica”

“pinhole: da construção da câmera ao ato fotográfico”

“processos alternativos fotográficos: do século xix ao xxi”

“vivência em daguerreotipia”

 

ATELIÊ E GALERIA ORIENTE

cursos, exposições, projeções e palestras. possui no elenco fotógrafos como: ana carolina fernandes, kitty paranaguá, marco antonio portela e cia.

rua do rússel, 300, sala 401, glória.

(21) 3495-3800

 

- selo analógico:

“vivência em preto e branco com thiago barros”

 

A CASA – FOTOGRAFIA E ARTE CONTEMPORÂNEA

cursos e workshops.

rua general cristovão barcelos, 251, sala 302, laranjeiras.

(21) 997-020-000 / (21) 983-006-633

 

- selo analógico:

“laboratório subversivo”

 

ESCOLA DE ARTES VISUAIS DO PARQUE LAGE (EAV)

cursos, exposições, feiras, projeções e palestras.

rua jardim botânico, 414, jardim botânico.

(21) 2334-4088

 

- selo analógico:

“laboratório aberto”

 

ESPAÇO FOTO CONTEMPORÂNEA

cursos e workshops.

rua do catete, 311, sala 1301a, catete.

(21) 4107-1515

 

- selo analógico:

“preto e branco: do analógico ao digital”

GALERIA DA GÁVEA

possui no elenco artistas como: celso brandão, julio bittencourt, luiz braga, rogério reis e bina fonyat, autor da imagem que ilustra o post.

rua marquês de são vicente, 431, loja a, gávea.

(21) 2274-5200

INSTITUTO MOREIRA SALLES

o maior espaço de fotografia do rio de janeiro. possui duas galerias, expõe esculturas, filmes, fotografias, pinturas, resguarda o acervo de fotografia composto por fotógrafos como hans gunter flieg, josé medeiros, marcel gautherot e otto stupakoff. ah, e também é por lá que você pode encontrar a maior publicação sobre fotografia do brasil, a revista zum.

rua marquês de são vicente, 476, gávea.

(21) 3284-7400

LAB CLUBE

espaço 100% analógico, com foco para a fotografia experimental, desenvolvendo métodos como cianotipia, papel salgado, van dyke, x-pro e assim por diante.

em seu site vendem kits para a produção de um lab experimental, com químicos para revelação, goma bicromatada, e alugam o laboratório in-loco para uso.

rua valença, 17, catumbi.

(21) 994-568-149

 

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES (UCAM)

pós-graduação em fotografia e imagem.

rua da assembléia, 10, sala 709, centro.

(21) 2233-9294

onde revelar?

obs: os laboratórios em destaque vendem película.

 

DIGITALL PHOTO LABORATÓRIO FOTOGRÁFICO

digitalização, impressão e revelação em c41, e6 e preto e branco.

rua santa luzia, 799, loja c, centro.

(21) 2220-9769

seg a sex das 08h as 18h

 

LABORTEC

digitalização, impressão e revelação em c41.

rua uruguaiana, 19, centro. (21) 2224-2118‎ 

avenida ministro edgard romero, 40, madureira.

(21) 2450-2246

 

SPEEDLAB

ampliação, digitalização, impressão e revelação em c41, e6 e preto e branco.

rua da lapa, 200, cobertura 01, centro.

(21) 2242-5154

seg a sex das 08h as 17h30

 

TOP DIGITAL IMAGEM

digitalização, impressão e revelação em c41.

 avenida das américas, 4666, barra shopping, barra da tijuca.

(21) 2431-8748

seg a sáb das 10h as 22h. dom das 13h as 21h.

avenida das américas, 7707,  shopping millenium, barra da tijuca.

(21) 3388-0000

seg a sáb das 08h as 21h.

avenida das américas, 19019, recreio shopping, recreio dos bandeirantes.

(21) 2490-2074

seg a sáb das 10h as 22h. dom das 13h as 21h.

 

VAPTVUPT

digitalização, impressão e revelação em c41, e6 e preto e branco.

rua toneleiro, loja l, copacabana.

(21) 2256-8482

seg a sex das 10h as 18h

 

onde imprimir?

 

CASA 2

digitalização, reprodução, restauração e impressão fineart.

rua das palmeiras 57, casa 2, sala 101, botafogo.

(21) 2246-5728

 

ESTÚDIO LUPA

digitalização, reprodução, restauração e impressão fineart. o primeiro estúdio de impressão da cidade.

rua visconde de caravelas, 196, sala 102, botafogo.

(21) 2113-0943

 

THIAGO BARROS

digitalização, reprodução, restauração e impressão fineart. estúdio certificado pela hahnemüle.

rua do rússel, 400, sala 301, glória.

(21) 3495-3800 / (21) 991-898-065

autor

Bruno Machado

prefere não queimar o próprio filme.

Publicações relacionadas

A ERA PROVOKE

em um contexto de ebulição social, a provoke indagou a função do fotografia e promoveu um boom que ecoa no suporte até hoje.

MAPA ANALÓGICO DO RIO DE JANEIRO

um mapa para desvendar os tesouros analógicos do rio de janeiro.

KODAK TRI-X 400

caso esta pérola - envolta em metal - não existisse, a fotografia, como a conhecemos, não existiria.